28.03.19
QUI.
19H30

ARTE CONTEMPORÂNEA E NATUREZA: SENSÍVEIS E MÚLTIPLAS RELAÇÕES

March 28th – Thu. – 7:30pm

Contemporary Art and Nature: Multiple and Sensitive Relations

Conferência de abertura | Apresentação da residência Kaá e dos artistas residentes

Local: Associação Vila Flores
Rua São Carlos, 753, Floresta, Porto Alegre/RS

Os organizadores da residência Kaá conversam com os residentes CARLOS MONLEÓN (ES), RUMEN DIMITROV (BG), MIRIAM SIMUN (EUA) e a dupla ÍO (BR). Cada um dos residentes apresenta por vinte minutos parte de sua trajetória como artista visual.

Opening Conference | Kaá coordinators in conversation with the residents

Place: Associação Vila Flores
Rua São Carlos, 753, Floresta, Porto Alegre/RS

The Kaá’s organizers introduce the residents of the inaugural edition: CARLOS MONLEÓN (ES), RUMEN DIMITROV (BG), MIRIAM SIMUN (USA) and ÍO (BR). Portfolio presentation, each resident presents for twenty minutes.


30.03.19
SÁB.
15H30

TROPICAL GOTH

March 30th – Sat. – 3:30pm

Tropical Goth

Encontro com Maria Isabel Rueda (CO)

Local: Instituto Yvy Maraey
Estrada Armando Inácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

Evento em parceria com o PPGAV/UFRGS

A artista colombiana, MARIA ISABEL RUEDA, atualmente gerencia e trabalha como curadora artística no espaço independente La Usurpadora, em Puerto Colombia. Ela também é editora da revista independente Tropical Goth. Rueda é bacharel e mestre pela Universidade Nacional da Colômbia e lecionou na Universidade Nacional e na Universidade Jorge Tadeo Lozano, em Bogotá, e na Faculdade La Salle, em Barranquilla. Foi co-curadora de espaços independentes como El Bodegón e La Residencia, em Bogotá. Nos últimos anos, seus projetos curatoriais tem dado visibilidade às produções dos artistas contemporâneos da zona meridional do Caribe.

Maria Isabel Rueda (CO), lecture

Place: Instituto Yvy Maraey
Estrada Armando Inácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

Colombian artist Maria Isabel Rueda currently manages and works as artistic curator at La Usurpadora in Puerto Colombia. She is also the editor of the independent magazine, Tropical Goth. She holds aBFA and MFA from National University of Colombia. She has taught at National University, Jorge Tadeo Lozano University in Bogotá and La Salle College in Barranquilla. She was co-curator of independent venues like El Bodegón and La Residencia in Bogotá.


02.04.19 E 03.04.19
TER. E QUA.
10H – 13H

COMIDA SAGRADA

April 2nd and 3rd – Tue. and Wed. – 10am to 1pm

Holy Food

Encontro com Ayrson Heráclito

Local: Instituto Yvy Maraey
Estrada Armando Inácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

O artista visitante do programa Kaá, Ayrson Heráclito, organiza uma oficina que pretende apresentar de forma introdutória e didática o sentido mítico e o preparo de alguns pratos ofertados a deuses, a saber: O Amalá para Xangô, o Omolokum para Oxum, o Acarajé para Iansã, entre outros.

A comida nas práticas religiosas afro-brasileiras desempenha um sentido polivalente ritualístico, no qual além do corpo físico, o corpo espiritual também é alimentado. Oferecer comida, para as divindades negras é nutrir a nossa alma e evocar proteção. Todos os elementos e etapas que constituem as oferendas da culinária sagrada exprimem desejos comuns a todas as pessoas como tranquilidade, paz, saúde, prosperidade, riqueza, boa sorte, amor, longevidade.

Cada encontro será realizado em uma cozinha onde ingredientes e preparo serão acompanhados por músicas e explanações acerca de lendas sobre os Orixás. Após o preparo, uma parte das comidas serão ofertadas aos deuses e outra será servida para os participantes.

Meeting with Ayrson Heráclito
The mythical sense and the preparation of dishesoffered to the gods in Afro-Brazilian religious practices

Place: Instituto Yvy Maraey
Estrada Armando Inácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

The Kaá’s visiting artist, Ayrson Heráclito, organizes a workshop that intends to present in an introductory and didactic way the mythical sense and the preparation of some dishes offered to the gods, namely: Amalá for Xangô, Omolokum for Oxum, Acarajé for Iansã, among others.

Food in Afro-Brazilian religious practices has a polyvalent sense of ritual, in which besides the physical body, the spiritual body is also nourished. To offer food to the black deities is to nourish our soul and evoke protection. All the elements and stages that constitute the sacred culinary offerings express desires common to all people, such as tranquility, peace, health, prosperity, wealth, good luck, love, longevity.

Each meeting will be held in a kitchen where ingredients and preparation will be accompanied by songs and explanations about legends about the Orixás. After preparation, some of the food will be offered to the gods and another will be served to the participants.


06.04.19
SÁB.
10H

PAISAGEM, PERCEPÇÃO E CONHECIMENTO

April 6th – Sat. – 10am

Landscape, Perception and Knowledge

Expedição com o biológo Paulo Backes

Local: Instituto Yvy Maraey
Estrada Armando Inácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

10h as 12h30 – caminhada
12h30 as 14h30 – almoço leve e conversas na hora do café
14h30 as 16h30 – rodas de discussão
16h30 ao anoitecer – caminhada

Duração da atividade: 8 horas
Vagas limitadas
Inscrições gratuitas até 1 de abril, através do email: institutoyvymaraey@gmail.com

A natureza da paisagem do Instituto Yvy Maraey, seu entorno imediato e seu contexto regional serão desvelados ao longo da expedição PAISAGEM, PERCEPÇÃO e CONHECIMENTO, conduzida pelo biólogo Paulo Backes.

A expedição visa conectar o território do Instituto ao seus protagonistas naturais, através de caminhadas e rodas de discussão acompanhadas de textos e imagens. Nas mesas, alguns “amansaburros” referenciais para consultas e pesquisas.

Quem são esses protagonistas, suas origens, como agem, que forças físicas e biológicas estão envolvidas? Essas, e outras, são algumas das questões a serem trabalhadas, sempre com uma abordagem sensorial e cognitiva. Paulo Backes é fotógrafo, paisagista e agrônomo brasileiro. Formado em Agronomia e pós-graduado em Botânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, é autor de livros e exposições fotográficas sobre a biodiversidade do Bioma Pampa, além de realizar trabalhos de recuperação ambiental e participar da criação de parques ambientais.

Expedition led by the biologist Paulo Backes

Place: Instituto Yvy Maraey
Estrada Armando Inácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

10 a.m. to 12:30 p.m. – walk
12:30 p.m. to 2:30 p.m. – picnic
2:30 p.m. to 4:30 p.m. – group exchange of ideas and impressions
4:30 p.m. to dusk – walk

Duration of the activity: 8 hours

Free registrations up to April 1st, email: institutoyvymaraey@gmail.com

The natural landscape of the Yvy Maraey Institute, its immediate surroundingsand its regional context will be unveiled throughout the LANDSCAPE, PERCEPTIONand KNOWLEDGE expedition, led by the biologist Paulo Backes.

The expedition aims to connect the Institute territory to its naturalprotagonists, through hiking and discussion accompanied by texts and images.Who are these protagonists, their origins, how they act, what physical andbiological forces are involved? These, and others, are some of the issues to beaddressed, always with a sensorial and cognitive approach.

Paulo Backes is a photographer, landscape architect and an agronomist.Graduated in Agronomy, he also holds a master in Botany from the Federal Universityof Rio Grande do Sul. He is the author of books and photo exhibitions about thebiodiversity of the Pampa Biome. He has been involved with a variety of environmentalrestoration projects and with the creation of environmental parks in South Brazil.


17.04.19
QUA.
19H

SCREENING DE PAULINE JULIER (CH)

April 17th – wed. – 7pm and 7:45pm

Pauline Julier’s screening and closing conference

Local: Auditóriodo Goethe-Institut
Rua 24 de Outubro, 112, Independência, Porto Alegre/RS

Às 19h acontece o screening da artista visitante Pauline Julier e em seguida uma conversa aberta ao público, na qual os residentes apresentam as pesquisas e produções realizadas durante o programa KAÁ.

Artistas: Carlos Monleón (ES), Rumen Dimitrov (BG), Miriam Simun (EUA) e a dupla Ío (BR)

Compõem a mesa de debates, a diretora artística do Goethe-Institut Bruna Fetter e os coordenadores da residência Kaá, Maria Amélia Bulhões e Denis Rodriguez.

Place: Goethe-Institut
24 de Outubro Street, 112, Independência, Porto Alegre/RS

Swiss artist Pauline Julier will present a selection of her recent production, after that a panel discussion between the residents, invited curators and Kaa’s coodinators. In this meeting, the residents will present the researches and productions made during the KAÁ program.

Artists: Carlos Monleón (ES), Rumen Dimitrov (BG), Miriam Simun (USA) and the duo Io (BR)


19.04.19
SEX.
10H – 20H

OPEN STUDIO

April 19th – Fri. – 10am to 8pm

Open studio

Local: Instituto Yvy Maraey
Estrada Armando Inácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

Dia de encerramento da residência. O Instituto Yvy Maraey estará aberto para visitação.

Location: Yvy Maraey Institute
Estrada ArmandoInácio da Silveira, 780, Lami, Porto Alegre/RS

Closing day of the residency, open to public visit.

Este projeto está sendo realizado com recursos do Governo do Estado do Rio Grande do Sul por meio do Pró-Cultura RS FAC – Fundo de Apoio à Cultura
e conta com o apoio de COINCIDÊNCIA – Programa de intercâmbios na América do Sul da Fundação suíça para a cultura Pro Helvetia.

REALIZAÇÃO

APOIO

.

FINANCIAMENTO

.

.

.